Avon entrega doação à Assoc. Mulheres pela Paz e ao Inst. Maria da Penha

Avon entrega doação à Associação Mulheres pela Paz e ao Instituto Maria da Penha por ocasião das celebrações do aniversário de 125 anos da empresa.

Nos dias 27 e 28 de maio de 2011, São Paulo foi palco de intensos eventos, reunindo mais de 8 mil revendedoras da Avon, no Credicard Hall, coordenados pela presidente mundial, Andrea Jung, para celebrar o aniversário de 125 anos da empresa, na turnê intitulada Avon Believe World Tour, que acontece em 16 cidades mundo afora. “A Avon foi fundada em 1886 e desde então tem inspirado as mulheres a se desenvolverem financeiramente. Temos o orgulho de, da mesma forma que levamos beleza à mulher, levar a ela a oportunidade de viver de forma plena, com mais saúde e sem sofrer violência”, enfatizou Andrea. A Avon é uma das 13 maiores empresas do mundo.

O Brasil está em primeiro lugar em volume de vendas. O faturamento mundial é de USD 4,5 bilhões ao ano, com mais de 6,5 milhões de revendedoras independentes em 100 países. Em cada localidade de celebração do aniversário são escolhidas ONGs de reconhecido trabalho no campo do enfrentamento à violência contra a mulher para receberem uma doação de USD 60 mil cada uma. No Brasil, foram escolhidas duas entidades: a Associação Mulheres pela Paz, com sede em São Paulo, e o Instituto Maria da Penha, com sede em Fortaleza. Esses recursos integram o Fundo Global Avon Believe, criado em 2011, com um total de USD 2 milhões.
Andrea Jung frisou se sentir “honrada em poder contribuir com organizações importantes que avançam no enfrentamento da violência de maneira tão forte incluindo também os homens, como é o caso da Associação Mulheres pela Paz e do Instituto Maria da Penha [a lei específica sobre violência doméstica leva os dois primeiros nomes da fundadora Maria da Penha Maia Fernandes]. Educação e formação são necessárias para o fortalecimento da mulher e o mundo se torna um lugar melhor quando as mulheres se fortalecem”.

 


Andrea Jung, presidente mundial da Avon entregar doação a Vera Vieira, diretora-executiva da Associação Mulheres pela Paz. (foto: Hans Georg – Argosfoto)
 
 

Durante seu discurso de agradecimento, Vera Vieira falou da honra em receber a doação, em nome da Associação Mulheres pela Paz que reúne uma rede imensa de mulheres, indo desde a incansável ativista pelos direitos humanos, Clara Charf, com 86 anos, passando por trabalhadoras rurais, quilombolas e lutadoras por melhores condições de saúde, educação, habitação, saneamento básico, deste imenso Brasil. Depois de apresentar alguns números alarmantes da violência doméstica (uma em cada três mulheres é ou será vítima de violência no transcorrer de suas vidas), Vera ressaltou a importância de a Associação estar desenvolvendo atividades no sentido de construir uma metodologia de educação popular feminista específica para trabalhar com mulheres e homens.

“A raiz do problema da violência contra a mulher está na construção cultural de gênero, que coloca o homem em posição de superioridade à mulher. Uma desconstrução cultural leva tempo e pede mudanças de atitudes dentro de nossas casas, na mídia, nas leis e nas instituições. Toda a sociedade tem que se comprometer. E é por isso que a Associação Mulheres pela Paz aposta na inclusão dos homens em busca da harmonia entre os sexos, sem o que não se pode falar em segurança humana e justiça, isto é, no alicerce do conceito ampliado de paz. A paz não é só ausência de guerra. É um exercício que se dá no cotidiano – a partir do coração, passando pela casa, para se refletir na comunidade, na cidade, no país e no planeta.”

Além do agradecimento a cada revendedora Avon e ao Instituto Avon, Vera fez uma menção especial à Avon Foundation e Vital Voices que vêm proporcionando o empoderamento da Associação por meio de programas internacionais de intercâmbio, capacitação e tutoria. Outro programa comemorativo do aniversário da Avon é o Avon Voices, a primeira busca de talentos online para revelar cantoras e compositores de diversas regiões do planeta. As 25 semifinalistas serão levadas a Hollywood para gravar vídeos que serão disponibilizados na internet, para a votação que elegerá as finalistas. A brasileira Renata Santos Leal, de 27 anos, finalista na categoria Revendedora, apresentou-se no primeiro dia dos eventos em São Paulo, para o delírio da imensa platéia e a emoção de Andrea Jung, que não conteve as lágrimas em função da lindíssima interpretação. Ao final, também aconteceu um show com Zezé di Camargo e Luciano.

 

 


Walkíria Lobo Ferraz, secretária da Associação Mulheres pela Paz, também prestigiou o evento. Com ela, Lírio Cipriani, diretor do Instituto Avon e a assistente Valléria Tanure. (foto: Vera Vieira)

 

Nova pesquisa sobre violência doméstica

Pesquisa realizada pelo Instituto Avon e Ipsos, intitulada “Percepções sobre a Violência Doméstica contra a Mulher no Brasil” integrou as atividades do Avon Believe World Tour. Os resultados foram divulgados no dia 28 de junho, em uma coletiva de imprensa. Dentre os principais resultados estão: 94% dos homens e mulheres entrevistados já ouviram falar da Lei Maria da Penha; 80% dos homens e mulheres entrevistados apontam como violência doméstica os diversos tipos de agressão física sofridos pela mulher no âmbito familiar – do empurrão até atos extremos que culminam em sua morte; 62% relacionam violência a agressões verbais, humilhação, falta de respeito, ciúmes, ameaças; 59% das pessoas entrevistadas declararam conhecer alguma mulher que já sofreu agressão (65% das mulheres e 53% dos homens). A pesquisa contou com a consultoria da Associação Palas Athena e do Instituto Patrícia Galvão.

 

 


A socióloga Fátima Pacheco Jordão (conselheira do Instituto Patrícia Galvão), Andrea Jung (presidente mundial da Avon), Iriny Lopes (ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres) e Luiz Felipe Miranda (presidente da Avon Brasil) (foto: Vera Vieira)
 
 

Depois da apresentação da pesquisa feita por Fátima Jordão, Andrea Jung comentou os dados, comparando-os com os de outros países. Ela ressaltou ser importante que “a informação esteja disponível para toda a sociedade e que ajude a transformar comportamentos, encorajando todos a falarem sem medo e a rejeitarem qualquer forma de violência, para que as mulheres tenham toda a oportunidade de viver de forma digna, desenvolver-se e contribuir para o desenvolvimento da sociedade”.

A pesquisa já está disponível no site do Instituto Avon. Felipe Miranda, presidente da Avon Brasil, disse acreditar que a pesquisa “possa contribuir para que o governo e a sociedade civil brasileira busquem as melhores soluções para enfrentar o problema”. Iriny Lopes, ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, enfatizou que “a pesquisa terá grande utilidade para o governo, pois oferece informações muito importantes para a tomada de decisões em relação às políticas públicas para as mulheres”.

 

 

Ao final, o congraçamento entre Luiz Felipe Miranda, Vera Vieira, Clara Charf, Iriny Lopes, Andrea Jung e Maria da Penha. Por ocasião das celebrações dos 125 anos, a Avon também criou um arquivo digital com folhetos, comerciais e imagens de produtos que marcaram a história da Avon e do fortalecimento das mulheres.

Basta acessar aqui.


Mulheres & Homens

1000 Mulheres pela Paz

©2017 - Associação Mulheres pela Paz - Praça da República, 376 - 7º andar - Cj. 71 cep: 01045-000 - São Paulo - SP Fone (55 11) 3224-9454