Encontro Internacional terá participação da Associação Mulheres pela Paz

Cultura de Paz, Políticas Públicas e Desenvolvimento Cultural
25 a 27/04/2011, no Centro Cultural da Espanha.
Informações: enpiedepaz.wordpress.com

 

“O conceito ampliado de paz pressupõe a segurança humana e a justiça, incluindo, portanto, as ações pelo fim das discriminações sociais. Não se pode falar em paz onde não há o respeito às diferenças, isto é, a equidade das pessoas – igualdade, com respeito às diferenças –, considerando-se gênero, raça, etnia, orientação sexual, geração, localização geográfica. Falar de paz, então, pressupõe o acesso ao poder e às oportunidades pelas pessoas.

 

É no dia-a-dia que as mulheres tentam construir um mundo pacífico, por meio de ações voltadas para a cidadania transformadora, isto é, tornando-se seres que se modificam para melhorar o entorno em que vivem. Ao cuidar das pessoas que as cercam, na casa, no trabalho, na comunidade, elas exercem a paz cotidiana. Outros exemplos de construção da paz estão na promoção de uma educação sem violência e sem sexismo; na busca de relações de poder mais horizontais, na intervenção comunitária para implantação de creche, escola, hospital, área de lazer. Isto não significa que as mulheres queiram paz somente para elas. A busca pela paz, na qual as mulheres estão empenhadas, visa favorecer ambos os sexos. Relações mais harmoniosas entre a mulher e o homem irão concretizar uma sociedade fortemente democrática, em que todas e todos sairão ganhando.”


Mulheres & Homens

1000 Mulheres pela Paz

©2017 - Associação Mulheres pela Paz - Praça da República, 376 - 7º andar - Cj. 71 cep: 01045-000 - São Paulo - SP Fone (55 11) 3224-9454