Partitura Universal

Bia Cannabrava

 

Educadora popular com ênfase em relações de gênero, uma das fundadoras da Rede Mulher de Educação.

 

Para praticar uma paz dinâmica, ou seja, uma paz que luta pela justiça social e pela igualdade de gênero, é fundamental a participação de mulheres e homens. Pois a paz só é paz se for para toda a sociedade.
Essa paz só vai funcionar se envolver todos os segmentos sociais. Ela tem que acontecer na casa e na rua. Não se trata de uma paz de cemitério. Ela é uma construção. É a paz que considera as contradições, mas mesmo assim busca a harmonia.

 

Usando uma imagem do mundo da música: cada um deve seguir tocando o seu instrumento, afinando a própria voz. Mas, ao mesmo tempo, compreendendo que faz parte de uma partitura universal.

Deixe seu Comentário:





Seu comentário aparecerá após a aprovação.

Mulheres & Homens

1000 Mulheres pela Paz

©2017 - Associação Mulheres pela Paz - Praça da República, 376 - 7º andar - Cj. 71 cep: 01045-000 - São Paulo - SP Fone (55 11) 3224-9454