No importa comprar viagra generico espana lo que suceda comprar cialis generico espana en la historia viagra contrareembolso de la industria cialis contrareembolso lo principal es comprar priligy que ahora comprar kamagra todo es super
Tráfico de Mulheres e Violência Sexual

 

Oficina Redefinindo Paz – Tráfico de Mulheres e Violência Sexual (2ª etapa)

Metodologia de educação popular feminista específica para trabalhar com mulheres e homens 16 e 17/7/2015 (quinta e sexta-feira) – das 9h às 17h30 – evento fechado para lideranças convidadas de ONGs, órgãos governamentais e universidades, que formam a rede de serviços pelo enfrentamento à violência contra a mulher; no Hotel Plaza Mayor (Rua Cel. Fernando Prestes, 278 – Centro)

 

Objetivos
• Refinamento da ótica feminista em uma metodologia específica para trabalhar a questão do Tráfico de Mulheres e da Violência Sexual, com mulheres e homens, interconectada com o conceito ampliado de Paz, de Feminismos, Masculinidades e Educomunicação – com recorte de classe, étnico-racial, de orientação sexual e geracional.
• Contribuição para o acúmulo de discussão sobre o tema do tráfico de mulheres dentro do movimento feminista e na sociedade como um todo.
• Contribuição na luta pelo enfrentamento da violência contra a mulher, que se materializa na violência doméstica e sexual, além do tráfico de mulheres.
• Fortalecimento da rede de serviços contra o tráfico humano, formada por atores governamentais e não governamentais.
• Interferência na implantação e implementação de políticas públicas para o enfrentamento do tráfico de mulheres e da violência sexual.
• Aumento da sensibilidade da mídia e da opinião pública sobre a gravidade dessas questões, como consequência das desigualdades de gênero.

 

Programação:

16/7/2015 – quinta-feira

9h às 9h30
Dinâmica de apresentação e levantamento de expectativas

9h30 às 10h
Apresentação do projeto “Mulheres e Homens pela Paz e contra o Tráfico de Mulheres e a Violência Sexual – 2a.etapa” – (Vera Vieira – Associação Mulheres pela Paz)

10h às 11h
Dinâmica e Teoria sobre o Conceito Ampliado de Paz – Resolução 1325 da ONU
(Clara Charf – Associação Mulheres pela Paz) + Debate

11h às 11h15
Café

11h15 às 12h30
Relações Sociais de Gênero e Feminismo
(Silmara Conchão – Secretária de Políticas para as Mulheres de Santo André) + Debate

12h30 às 14h30
Almoço

14h30 às 17h30
Panorama local sobre o Tráfico de Mulheres e a Violência Sexual: (“Violência Sexual” com Maria Aparecida Dix Chehab – Resavas – Rede de Saúde para Atenção à Violência e Abuso Sexual de Santo André; “Identificação e Atendimento a Pessoas Traficadas no Aeroporto de Guarulhos” com Dalila Figueiredo, da ASBRAD – Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude; “Tráfico Internacional de Mulheres – Uma Nova Face de Uma Velha Escravidão” com Tânia Teixeira Laky de Sousa – PUC/SP).

 

17/7/2015 – sexta-feira

9h às 9h30
Dinâmica de aquecimento (voluntária/o local, com a criatividade local)

9h30 às 10h30
Educação Popular Feminista (Hilda Fadiga – Rede Mulher de Educação) + Debate

10h30 às 11h
Café

11h às 12h
Educomunicação pela Cidadania das Mulheres (Vera Vieira – Associação Mulheres pela Paz) + Debate

12h às 13h
Questão Étnico-Racial na temática da violência sexual e do tráfico de mulheres (Sônia Maria de Souza Raimundo – Negrasim – Movimento de Mulheres Negras de Santo André) + Debate

13h às 14h
Almoço

14h às 15h
Masculinidades (Flávio Urra – SOPP de Santo André) + Debate

15h às 16h
Orientação Sexual e Identidade de Gênero (Leo Barbosa – Ibrat – Instituto Brasileiro de Transmasculinidades)
+ Debate

16h às 16h40
Trabalho em Grupos: Possibilidades de Multiplicação no Cotidiano das/os Participantes

16h40 às 17h10
Plenária: Apresentação do Consenso dos Grupos + Discussões

17h10 às 17h30
Dinâmica de encerramento e entrega dos Certificados

 

Realização: Associação Mulheres pela Paz

Parceria Nacional:
Rede Mulher de Educação, Elas por Elas Vozes e Ações das Mulheres, União de Mulheres de São Paulo e Geledés – Instituto da Mulher Negra.

Parceria em Santo André/SP:
Prefeitura do Município de Santo André, Hospital da Mulher, Prefeitura de Mauá, Coordenadoria da Igualdade Racial e Étnica de Mauá, CRAVI/ Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, Sindicato dos Bancários do ABC/ CUT, Quem ama Abraça, PROLEG, IBRAT, NEGRASIM, AAJAM, IEPD, COMEX FM ABC e E.E. Oito de Abril.

Apoio: PWAG (Suíça), EED (Alemanha), Fundação Ford, Instituto Avon e Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República.

Patrocínio: Correios e Petrobras – Governo Federal

Site dos correios: www.correios.com.br

 

Publicado em 14/07/2015


Mulheres & Homens

1000 Mulheres pela Paz

©2019 – Associação Mulheres pela Paz – Rua Coração da Europa, nº 1395 – Bela Vista – 01314-020 – São Paulo/SP – Fone (11) 99647-9497